Gerês, um tesouro por descobrir.















O Parque Nacional da Peneda-Gerês é um dos maiores tesouros de Portugal. A sua beleza é inesgotável e para o conhecermos verdadeiramente teríamos que dedicar vários dias, senão semanas, a essa causa. A sua extensão atravessa três distritos (Braga, Viana do Castelo e Vila Real), num total de vinte e duas freguesias.

Atualmente possui cerca de 240 espécies de fauna vertebrada identificadas no território e 1100 de flora, motivos que contribuíram para a clasificação do parque como Reserva Mundial da Biosfera, pela UNESCO. A somar a isto, são cerca de 500 os sítios de interesse histórico e arqueológico, enriquecendo culturalmente este tesouro da natureza.

Visitá-lo é tudo isto, é caminhar pelos seus belos trilhos, observar as espécies animais em natureza, mergulhar nas águas cristalinas das suas cascatas e descobrir um pouco mais sobre os nossos antepassados.

Praias de Portugal, praia de São Torpes, Sines

Esta praia encontra-se situada logo após a localidade de Sines em direcção a sul, e é sem dúvida alguma um local de paragem quase que obrigatório.

É uma praia de areal longo, com excelentes ondas para a prática de desportos como o Surf e desportos de mar.

Esta praia tem ainda a curiosidade de ser a praia com a água mais quente de Portugal, na praia de São Torpes, a água está sempre morna como. Mistério?”,  nem por isso. A justificação está na proximidade da central termoelétrica de Sines, a responsável por este fenómeno.

É uma praia bastante concorrida no Verão, não só por turistas, mas sobretudo pelos banhistas e surfistas da região.

Melhores prais de Portugal, praia de Moledo, Caminha




 Na praia de Moledo em Caminha o monte de Santa Tecla e o forte da Ínsua completam a imagem que primeiro nos atrai à chegada a esta bela praia situada na foz do rio Minho.

Cada elemento da trilogia exige, por isso, uma paragem obrigatória nestas terras minhotas, onde o mar abraça o rio e namora a montanha. Para visitar o forte da Ínsua, situado numa pequena ilha em frente à praia, deve apanhar o barco na foz do rio Minho. Os mais preguiçosos podem ir de carro pela estrada N13 quase até Caminha e antes de entrar na povoação virar à esquerda em direcção à foz do Minho. Após assentar o pé em terra firme aproveite para explorar a fortaleza e descobrir uma perspetiva diferente da praia de Moledo, vista do lado do mar.. A praia tem os habituais ventos da região e a água é fria. No entanto, a beleza compensa o sacrifício e o iodo ajuda na lista das virtudes. 

Se quiser pode aproveitar e visitar a vizinha Galiza. Espanha está mesmo ali ao lado, como prova a presença imponente do monte de Santa Tecla, já fora das fronteiras nacionais. Aconselha-se a viagem até ao outro lado do rio Minho. O ferry-boat de Caminha coloca-o em poucos minutos em solo espanhol. A subida à montanha é uma exigência. No caminho pode visitar os vestígios de um povoado castrejo, a Citânia de Santa Tecla. Lá em cima, a magnitude da paisagem areja a alma e enternece o espírito. De um lado, a imensidade do oceano; do outro, o rio e o redor montanhoso. Na descida, a cidade La Guardia merece uma visita. Vale a pena parar no pequeno porto e empanturrar-se de marisco. Em geral, os restaurantes oferecem diversidade, qualidade e preços muito convidativos, dificilmente comparáveis aos que se praticam em Portugal, apesar dos poucos metros que dividem os dois países neste ponto. Já em território nacional, pode aproveitar para desfrutar do pitoresco centro de Caminha, muito próximo da saída do ferry. A pequena praça central enche o olhar de quem por lá passa. Ao sentar-se numa das esplanadas vai poder admirar tranquilamente a Torre do relógio, que restou das antigas muralhas do século XV. Um passeio a pé pelas pequenas ruas da povoação e a entrada na Igreja Matriz são outras das sugestões que lhe deixamos.


Gerês, um tesouro por descobrir.

O Parque Nacional da Peneda-Gerês é um dos maiores tesouros de Portugal. A sua beleza é inesgotável e para o con...

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...