Há um português entre os finalistas do concurso "Árvore do ano"




Há uma árvore portuguesa no concurso europeu "Tree of the year" (Árvore Europeia do Ano), o candidato português é o mais velho sobreiro é chamado de assobiador o nome deriva do som originado pelas numerosas aves canoras que pousam entre a sua ramagem, a mais de 14 metros de altura. O mais antigo e mais produtivo sobreiro existente no mundo é o Assobiador, em Águas de Moura, no Alentejo.
Plantado em 1783, este sobreiro tem mais de 14 metros de altura e 4,15 metros de perímetro do tronco. Deve o seu nome ao som originado pelas numerosas aves canoras que abriga na sua ramagem. Desde 1820, já foi descortiçado mais de vinte vezes. Em 1991, o seu descortiçamento resultou em 1200 kg de cortiça, mais do que a produção registada pela maioria dos sobreiros em toda a sua vida. Só esta extração deu origem a mais de cem mil rolhas.
O sobreiro, classificado como "Árvore de Interesse Público" desde 1988 e inscrito no Livro de Recordes do Guinness como "o maior sobreiro do mundo", vai disputar o concurso com outras 12 árvores: a Tília do país antigo (Bélgica), as Sequóias de Yuchbunar (Bulgária), o Plátano maciço - o símbolo de Trsteno (Croácia), a Nogueira em Kvasice (República Checa), o Castanheiro sobrevivente de Zengvárkony (Hungria), o Abeto das bruxas (Lituânia), o Choupo Helena (Polóna), o Carvalho de Cajvana (Roménia), o Ancião das Florestas de Belgorod (Rússia), a Macieira de Boáca (Eslováquia), os Ulmeiros ancestrais de Cabeza Buey (Espanha) e o Carvalho Gilwell (Reino Unido).
Para votar pode faze-lo aqui, é preciso selecionar sempre duas árvores, 


Gerês, um tesouro por descobrir.

O Parque Nacional da Peneda-Gerês é um dos maiores tesouros de Portugal. A sua beleza é inesgotável e para o con...

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...